Aporte Fevereiro/2020

É chegado o momento de fazermos o aporte mensal de fevereiro de 2020. Abaixo já deixo a tabela que iremos utilizar para as explicações necessárias. Ela já está atualizada com os preços de fechamento de hoje, pois ela é dinâmica. Num mundo real teríamos que lançar as ordens enquanto o mercado estivesse aberto ao preço do book. Mas como aqui é uma SIMULAÇÃO, tomaremos sempre o preço de fechamento do dia de aporte.

A tabela em Excel demonstra os preços e outras condições para a ajuda do aporte mensal

REGRAS

Antes devemos definir algumas regras que serão utilizadas em todos os aportes de hoje e nos próximos. Estas regras estão preconizadas pelo Método Melston que visa deixar bem objetivo o aporte. Assim, não ficamos em dúvida e não colocamos emoção no meio dos investimentos.A primeira coisa é definir o valor mensal que vamos aportar. Claro que pode ser sempre uma quantia variável, pois quanto mais conseguirmos aportar num mês, melhor. Mas para fins de SIMULAÇÃO vamos definir que sempre aportaremos R$ 2.000 por mês. Ao virar o ano (em 2021) aumentaremos pelo menos a inflação (IPCA).
Em segundo lugar vamos definir quantas vezes ao mês devemos aportar. O Método prioriza o seu tempo e define um aporte mensal ao início do mês. Isto é para que você já separe o dinheiro no início do mês quando ganhar seu salário e não caia na tentação de gastá-lo com outras coisas.
Para isto você deve ter suas despesas mensais bem definidas e separar um valor de reserva para emergências. Esta reserva deve ser ter liquidez (CDB, Renda Fixa, Tesouro SELIC). Afinal, o aporte mensal não pode ser um sacrifício que fará você passar necessidade também.
Neste ponto o Método pode ser flexível. Tem gente que gosta de dividir o valor mensal em 4 aportes semanais. Tem gente que gosta de ir deixando o dinheiro em liquidez diária e aportar numa queda da bolsa dentro daquele mês. Afinal, para quem tem tempo e pode acompanhar, o mercado pode deixar boas oportunidades. Tem gente que faz o aporte no final do mês com tudo o que sobrou da poupança mensal.A próxima observação importante é que o Método tem como prioridade aportar na metade inferior da tabela, pois lá estão os valores de mercado mais descontados.
Se você observar no último POST, verá o exemplo de IRBR3 que no último pregão estava +6,4% de valorização e hoje está em -3,83%. Portanto, vamos priorizar as ações mais desvalorizadas (ABEV, EZTC, IRBR, BBDC, ITUB, EGIE, CSMG).
Algumas pessoas não acreditam neste sistema de aporte nas mais desvalorizadas. Eu entendo que é uma oportunidade de comprar boas empresas com desconto. Afinal, se colocamos as empresas na carteira é porque acreditamos que elas são boas. Se você está de olho numa calça e o preço dela baixa 10% você deixa de comprá-la porque caiu de preço ou corre e a compra?
Agora falta definir em qual destas opções vamos aportar. Para isto vamos definir mais uma regra. Gosto de aportar no máximo 1% do Valor Total Investido em cada ativo de cada vez.
Veja que se eu aportasse R$ 1.000 ou R$ 2.000 em um único ativo haveria um desequilíbrio muito grande na carteira. Portanto, a regra do 1% ajuda bastante neste ponto. No nosso caso, podemos definir que 1% seja por volta de R$ 600. Isto nos deixa um aporte de 3 a 4 ativos desta vez.
Vai chegar um dia que R$ 2.000 numa carteira de R$ 200.000 será 1% e não fará tanta diferença mais. Entenderam o raciocínio?

APORTE

Definidas as regras, vamos à prática, ao aporte em si. Recapitulando, R$ 2.000 a ser distribuído em 4 ativos da parte inferior da carteira que estejam com desconto. Vamos às compras!
Não podemos esquecer de adicionar os dividendos recebidos no mês anterior e o caixa que havia sobrado do último aporte. Isso vai nos ajudar a fazer a nossa bola de neve dos juros compostos ficar maior mais depressa.Vamos aportar R$ 500 em ABEV, EZTC, IRBR e BBDC, pois são as 4 mais descontadas. Não vamos esquecer de adicionar os custos da B3. Temos um saldo total de R$ 2017,09 para investir.
Tabela em Excel demonstrando a situação da carteira após o aporte mensal de fevereiro de 2020

Após o aporte esta é a situação da carteira. Perceba que os ativos aportados subiram de posição e valor de mercado em nossa carteira. Forçamos a subida delas enquanto WEGE e B3 chegaram no mesmo patamar naturalmente. O esperado é que as ações aportadas voltem a se valorizar em breve e isso as fará subir mais ainda.

Demonstração das compras de fevereiro de 2020

Na tabela acima demonstro como registro as compras do mês. Os emolumentos (taxas da B3) são calculados automaticamente e entram no preço médio do ativo. Custo novo mais baixo puxa o preço médio para baixo.

Estrato após as compras de fevereiro de 2020

Acima demonstro o extrato após as compras de fevereiro de 2020, juntamente com o saldo a ser levado para março de 2020, quando faremos o novo aporte. Veja que o saldo final não consegue comprar uma cota de nenhum dos ativos e ficará parado na conta.

CONCLUSÃO

Creio que este post foi bem didático de como utilizo o Método para os aportes mensais. São vários detalhes e regras, mas chegar nesse nível de informação levou tempo. Estou entregando toda a informação “mastigada” para os leitores não tenham o trabalho que tive e nem percam o tempo que perdi para encontrar, filtrar e testar cada uma destas estratégias.

Entretanto, cada investidor deve absorver a informação e ser capaz de criticá-la, buscar mais informação a respeito, concordar ou até mesmo discordar, desde que seja com base em sólidos fundamentos. O dinheiro não aceita achismos, somente aceita ciência comprovada.

Gosto sempre de relembrar, ao final de cada postagem, que as ações aqui divulgadas não são recomendações de compras. Elas fazem parte de um Método Didático de escolha de ações e Planejamento de Investimento visando a construção de uma Carteira Previdenciária.

Cada investidor deve se apropriar do conhecimento em si e aplicá-lo à sua própria estratégia que será definida e aperfeiçoada ao longo de sua caminhada financeira durante a vida inteira.

Abraço e até a próxima publicação!

2 comentários em “Aporte Fevereiro/2020”

  1. Bom dia,
    Estou iniciando agora na renda variável, e estou muito confuso com tanta informação para realizar análises fundamentalista, pois o meu objetivo é manter a longo prazo. E hoje me deparei com esse post. Achei muito interessante o seu método. Como poderia obter mais informações?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.