Carteira SIMULADA – Fechamento Jan/20

Vamos ver como ficou o primeiro fechamento mensal da CARTEIRA SIMULADA.

Foram aportados neste mês R$ 60.000 dando o pontapé inicial para a criação da carteira. Se você quiser se relembrar o momento da criação basta verificar neste LINK.

Tabela em Excel demonstrando como foi o encerramento do mês da CARTEIRA SIMULADA

O nosso foco não é a valorização dos ativos em si, mas o crescimento do patrimônio. Neste mês o IBOV atingiu seu topo histórico acima de 119.000 pontos e fechou no negativo em -1,63%. Isto é volatilidade, isto é renda variável.

Entretanto, para os holders essas informações não trazem euforia. Nós vemos estes momentos de queda como oportunidades de compras. Espero que na próxima semana caia mais um pouco para que o aporte seja mais produtivo.

Vamos à análise da planilha. Perceba que esta planilha já está mais esticada que a anterior, de quando a criei. Esta é a versão completa do quadro e uso apenas esta parte para a análise de fim de mês e para o aporte. Nela tenho todos os dados que preciso e já tem uma parte automatizada me informando onde comprar de acordo com meu sistema.

A ordenação da planilha sempre estará no percentual de participação da carteira, em ordem decrescente. Por consequência, esta também será sempre a ordem pelo valor de mercado de cada papel.

Temos no custo total o mesmo valor da compra inicial, próximo a R$ 60.000. O troco que sobrou ficou no caixa da corretora (FICTÍCIA, OK?). O valor de mercado ao final do mês fechou 0,49% acima da nossa compra.

Veja que enquanto o IBOV caiu bastante a nossa carteira se mante positiva próxima à estabilidade. Reporto este resultado à escolha de boas ações e ao expurgo de ações não tão boas que fazem parte do IBOV.

Por coincidência 10 ativos fecharam positivos e 10 ativos fecharam negativos. WEG B3 puxaram a carteira para cima enquanto ABEV EZTC puxaram para baixo.

As demais funções da planilhas serão destrinchadas oportunamente, principalmente no momento do aporte.

DIVIDENDOS DISTRIBUÍDOS EM JANEIRO/2020

Todo fim de mês é hora de verificarmos o que pingou na conta em forma de dividendos (DIV) e juros sobre capital próprio (JSCP). Daqui a 20 anos este será o momento que verei o quanto valeu a pena o sacrifício de investir ao longo do tempo.

Tabela em Excel demonstrando os dividendos pagos durante o mês de Janeiro na CARTEIRA SIMULADA

São três mini tabelas relacionadas aos proventos (dividendos e JSCP). Na primeira tabela, a da esquerda, eu demonstro a participação da distribuição dos proventos de cada ação em relação ao montante total distribuído.

Como se vê, em janeiro de 2020 conseguimos receber R$ 15,92 provenientes da TIM e já temos R$ 1,50 da ITUB programados para receber em março de 2020. Não dá pra aposentar ainda, mas já é o começo.

Na tabela do meio vemos os preços médios de cada ação e seus Yield on Cost (YoC). O YoC é o provento distribuído até o momento dividido pelo preço médio da ação. Ao final do ano teremos a ideia do percentual que cada ação nos pagou em proventos em relação ao nosso investimento em cada ação.

Sendo assim, a TIM nos pagou em janeiro mais que um CDB nos pagaria. Bom investimento não foi?

RESULTADO DO MÊS

Nesta parte fazemos o controle da parte financeira do encerramento mensal da carteira. Iniciamos o mês zerados e aportamos os R$ 60.000 para começar a carteira. 

Com a sobra da compra das ações (R$ 1,17) e o pagamento dos proventos visto no tópico anterior totalizamos o valor final de R$ 17,09 em caixa. Este caixa nos ajudará nas compras do mês de fevereiro juntamente com nosso aporte mensal.

As ações valorização aqueles 0,49% demonstrados anteriormente e monetariamente deu R$ 291,79. Se somarmos o provento distribuído com a valorização temos um retorno mensal de 0,5129%, acima das aplicações em CDB convencionais, acima de Tesouro SELIC.

Nesta parte também gosto de destacar o percentual distribuído em proventos em relação ao montante investido. Afinal, este era o capital aplicado.

Tabela com o resultado do mês de janeiro de 2020

CONCLUSÃO

Essa é, basicamente, a análise que faço no encerramento de cada mês. Como já tenho as tabelas programadas no Excel, fica tudo bem simples e rápido de analisar. Coisa de 10 minutos, mais para verificar possíveis dividendos distribuídos.

Gosto sempre de relembrar, ao final de cada postagem, que as ações aqui divulgadas não são recomendações de compras. Elas fazem parte de um Método Didático de escolha de ações e Planejamento de Investimento visando a construção de uma Carteira Previdenciária.

Cada investidor deve se apropriar do conhecimento em si e aplicá-lo à sua própria estratégia que será definida e aperfeiçoada ao longo de sua caminhada financeira durante a vida inteira.

Abraço e até a próxima publicação!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.